Faça uma busca

Cresce o serviço de home care em 22%

O atendimento domiciliar tem sido uma aposta favorável diante da pandemia. 

Um estudo encomendado pelo Núcleo Nacional das Empresas de Serviços de Atenção Domiciliar (NEAD) e realizado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) demostrou que o serviço de atendimento domiciliar cresceu cerca de 22% no País, nos últimos anos e, diante da pandemia esse serviço tem se tornado uma tendência.

Dentre os motivos que impulsionaram a procura e adesão ao home care estão: o aumento de procura de pacientes da Covid-19 que precisam de uso de oxigênio e medicação endovenosa durante a fase aguda da doença; reabilitação e fisioterapia após a internação hospitalar; a importância de acelerar a desocupação de leitos hospitalares, evitando a problemática da superlotação e possibilitando a disponibilidade de leitos para demais doenças e a preferência de ser cuidado em casa, diante do receio do ambiente hospitalar em momento de pandemia.  

O home care é uma modalidade de atenção à saúde que consiste em transferir o atendimento de um paciente clinicamente estável do hospital para o conforto do lar. Feito em concordância com as recomendações preventivas do Ministério da Saúde e da ANVISA, o atendimento domiciliar é a melhor alternativa diante das situações em questão. A modalidade possibilita, afinal, uma assistência humana, qualificada e na residência do atendido, na companhia de entes queridos. Em adição a essas qualidades, o Home Care também oferece equipe multidisciplinar e recursos técnicos adequados a cada quadro clínico, promovendo, dessa forma, o melhor cuidado, sempre.

 

REFERÊNCIAS: 

https://www.saudebusiness.com/mercado/pandemia-da-covid-19-faz-crescer-busca-por-home-care

https://medicinasa.com.br/fipe-nead-home-care/

Open chat
Precisa de Ajuda?